Foi num baile em Asunción, capital do Paraguai

Não, essa não é a letra da música do Chitãozinho e Xororó. É mais um post contando minhas aventuras pelo mundo. De volta à saga “Conheça a América”, meu último destino foi Assunção. Acho que Assunção é uma cidade pouco explorada pelos brasileiros e muitas vezes estereotipada, mas é um lugar que planejo conhecer desde que era estudante de Turismo. Oficialmente batizada como Nuestra Señora Santa María de la Asunción, foi fundada em 1537 e é a capital e maior cidade do Paraguai com pouco mais de 700 mil habitantes. É conhecida como a “Mãe das Cidades”, pois durante o período colonial, Assunção foi ponto de partida de várias expedições que fundaram outras importantes cidades sul-americanas como Buenos Aires, Corrientes, Santa Fé e Santa Cruz de la Sierra. Assunção tem um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) maior que o de Curitiba e é a capital mais segura da América do Sul.

Viajei para Assunção com a companhia aérea paraguaia Amaszonas, que desde dezembro de 2017 oferece voos diretos partindo de Curitiba. A aeronave disponível é pequena (apenas 50 assentos), serviço enxuto, mas muito tranquilo. O Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi é pequeno, datado, mas suficiente para a demanda local. Minha única crítica é: O serviço na sala de embarque é muito fraquinho; eles poderiam disponibilizar mais opções de compras (duty free) e de alimentação. O melhor é que o Aeroporto está localizado próximo ao centro da cidade.

Passei apenas um final de semana em Assunção mas vou descrever todos os atrativos que visitei, dar algumas dicas e contar minha experiência durante a estada na capital paraguaia. A minha primeira dica é: Caso vocês estejam planejando visitar Assunção para fazer umas comprinhas, sinto informa-los que a cidade não possui a mesma oferta de produtos que outros destinos paraguaios como Ciudad del Este, Salto del Guairá e Pedro Juan Caballero. Essas sim são as capitais comerciais do país. Os produtos em Assunção são bem mais caros que nas demais cidades e muitos deles são mais caros que no Brasil. A segunda dica é: A moeda local é o Guarani e diferente de outras cidades paraguaias onde o comércio aceita facilmente o dólar e o real, na capital alguns lugares recebem apenas a moeda local. Quando aceitam dólar, a cotação praticada não é tão favorável, portanto, assim que chegarem ao país, troquem o dinheiro por Guaranies. A cotação do Guarani é de US$1.00 ₲ 5.700 (valores de agosto de 2018). Admito que é uma loucura lidar com valores tão altos, mas fiquem tranquilos, nada que uma calculadora a mão não resolva.

Se é para conhecer Assunção, precisa ser com estilo, portanto, durante meu final de semana fiz questão de ver e experimentar o que a cidade tem de melhor. Com relação ao meio de hospedagem, fiquei no Factoria Hotel, um hotel boutique localizado na parte mais moderna da cidade, a uma quadra da Avenida España. O empreendimento, mesmo com apenas 3 anos de funcionamento, tem carinha de fábrica antiga, com decoração vintage e cheio de objetos pincelados em antiquários. É um local mais intimista, inusitado, mas muito legal! As suítes são enormes e cheias de personalidade. Bom atendimento! Segue abaixo uma foto da fachada do edifício, do restaurante Ofelia, onde é servido o café da manhã, e dos ambientes da minha suíte giga.

Devo alertá-los de que a oferta hoteleira de Assunção é muito boa. É possível encontrar as principais redes mundiais e hotéis independentes de qualidade com tarifas competitivas, então não acho que seja um tópico que deva preocupar nenhum visitante.

City Tour – O centro histórico, também conhecido como microcentro ou casco histórico é relativamente pequeno, portanto havia planejado conhece-lo a pé. Fiz todo um roteiro, estudei cada uma das edificações, mas Assunção me recebeu com dias chuvosos e frios. Portanto, para conhecer essa parte da cidade optei pelo tour da Asuncion City Tour (US$ 27). É uma empresa que disponibiliza vans com guias que passam pelos principais pontos de interesse turístico. Durante o percurso de pouco mais de 3 horas visitamos o Barrio Carmelitas, onde conhecemos o palácio em estilo francês do General Andrés Rodríguez, antigo presidente do país, Banco Central del Paraguay, Bahía de Asunción, hoje conhecida como Costanera, Palácio de Gobierno, Barrio San Jerónimo, um dos mais antigos e peculiares da cidade, microcentro onde visitamos o Panteón de los Héroes, Casa de la Independencia, Catedral Metropolitana de Asunción, Manzana de la Rivera e retornamos ao ponto inicial do passeio pela Avenida Mariscal López, uma via muito arborizada onde há lindas casas históricas que, em grande parte, servem como repartições governamentais ou embaixadas. Admito que Assunção não é tão charmosa como Buenos Aires ou Santiago, mas é muito arborizada, florida e tem uma carinha de cidade latino-americana, no bom sentido da expressão. Achei o passeio muito legal e o recomendo. Caso tenham interesse, o tour sai todos os dias às 09h30 em frente ao Shopping del Sol.

E caso tenham interesse em fazer o tour a pé, acho que é um passeio viável, pois os principais edifícios históricos estão muito próximos uns dos outros e assim vocês têm a oportunidade de sentir melhor a cidade. Segue abaixo fotos do Palácio de Gobierno, da escadaria do Loma San Jerónimo, de uma das praças centrais e da fachada da Casa de la Independencia.

img_1748

Compras – Apesar de ter comentado que Assunção não tem a mesma gama de produtos que outras cidades paraguaias, ela possui vários centros comerciais que oferecem um pouco de tudo, muito similar aos shoppings brasileiros. Visitei o Paseo La Galeria, o mais exclusivo da cidade. Apesar de ser um espaço agradável e ter lojas hypadas como a Saxs e a Monalisa, o ponto alto é o espaço gastronômico variado localizado na entrada do empreendimento; o Shopping del Sol, com o maior número de opções de compra e o Shopping Mariscal. Recomendo os dois primeiros; já o terceiro, achei desnecessário, pois é apenas mais do mesmo. Ahhh! Tenho que contar que a cidade de Assunção oferece muitas marcas brasileiras. Cozinhas Florense, Sierra Móveis, Carmen Sttefens, Havaianas, Arezzo, Capodarte, Melissa, Puket, Lupo, Dudalina são apenas algumas das muitas lojas brasileiras que vi durante o passeio. Fico sempre orgulhosa quando vejo marcas brasileiras pelo mundo. Ainda no quesito compras, outro lugar que conheci foi a Avenida San Martín. Por lá, encontram-se lojas dedicadas a produtos para casa. Elas possuem muitas opções, preços acessíveis e foi o momento que mais me senti como em Ciudad del Este. Fica a dica!

Gastronomia – O que mais me surpreendeu nesta viagem foi a oferta gastronômica da cidade. Se vocês visitarem Assunção achando que ficarão a base de sopa paraguaia e chipa, se surpreenderão. A cidade oferece vários restaurantes descolados, diferentes gastronomias e há muitos espaços que unem elementos tradicionais da culinária paraguaia com toques contemporâneos. Durante minha estadia em Assunção fiz questão de jantar no Tierra Colorada, considerado o melhor restaurante da cidade. Para ser sincera, a comida em si não me surpreendeu, até não me caiu bem, mas achei fantástico o conceito de unir elementos tradicionais à gastronomia internacional, portanto, caso tenham interesse em experimentar um lugar diferente, deem uma olhada nesta opção. Segue abaixo uma foto do salão do restaurante e do meu prato, um parpadelle caseiro com camarões.

Transporte – Para mim, o único ponto genuinamente negativo do destino foram os táxis. Além da frota completamente ultrapassada, tivemos o azar de pegar apenas veículos sujos, alguns taxistas rudes, outros completamente perdidos, sem noção ou exploradores. Portanto, meu conselho para os visitantes é: Se preparem….  E para o poder público: Por favor, pensem numa reestruturação neste tipo de transporte, pois não condiz com o que a cidade quer ser. Se é a única opção de transporte para os turistas (pois não há Uber disponível), que sejam confortáveis, padronizados e profissionais

E assim foi mais uma aventura. Minhas expectativas eram tão altas (afinal foram tantos anos esperando por essa viagem) que estava com medo de me decepcionar. No final, fiquei feliz de conhecer mais esse pedacinho da América do Sul. Uma pena não ter visto a cidade com o sol característico da região, mesmo assim, conhecer Assunção é quebrar estereótipos. Muitos brasileiros veem o Paraguai como um país desorganizado, pobre e essa não deveria ser a visão geral das pessoas. Vi durante minha estada em Assunção um país estruturado, com uma rica história e cultura ímpar, muito orgulhoso de sua origem e muito otimista com o presente e com o futuro. É claro que ainda é possível ver algumas falhas estruturais (durante a chuva do final de semana as ruas pareciam um rio, quer dizer, não havia escoamento de água e, se havia, não estava funcionando adequadamente. Além disso, a cidade oferece uma frota de ônibus coletivo muito antiga, sem contar os táxis que relatei em detalhes), mas ao mesmo tempo vi uma cidade moderna, antenada e que se desenvolve rapidamente.

Para fechar o post queria compartilhar a foto deste edifício público com portas de ouro (teve uma turista argentina engraçadinha na excursão que fez uma piada afirmando que se fosse no país dela, as portas já teriam sido roubadas e colocariam apenas algumas cortinas para cobrir a entrada – possivelmente um brasileiro faria uma piada similar) e com as bandeiras do Paraguai em todos os cantos. Isso ilustra um pouco do nacionalismo presente no país e no espírito atual dos paraguaios.

Assim como tenho feito nas minhas últimas viagens, fiz um vídeo simples mostrando um pouco da aventura. Dou destaque especial aos shoppings e à hospedagem. Caso tenham interesse é só clicar no link abaixo.

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.